sexta-feira, novembro 14, 2008

Post-it esfolado

Tem sempre um muro lembrando que eu vou me esfolar inteiro.
Mais cedo ou mais tarde[geralmente mais cedo] perco o equilibrio e sigo esfolando tudo entre os chapiscos.
E não vou parar, sigo inventando uma vida acolchoada.

2 comentários:

Jojo disse...

seguir um linha reta e previsível não me parece uma boa conduta.
logo, também sou toda marcada dos meus desequilíbrios.
se fosse diferente, o que iríamos escrever nos nossos cadernos?

miki w. disse...

amar dói, flavito.
mas, ao mesmo tempo que há a possibilidade de se machucar, igualmente há a possibilidade de sentirmos como se voássemos, como se o mundo fosse sempre lindo e como se nada mais importasse.
amar certamente dói, mas deixar de amar por medo de se machucar deixa um vazio tão grande que - a mim me parece - é muito pior do que a dor de quem apostou no amor e foi atingido por ele.

bjs, miki